Novos cadernos

A partir do ano de 2016 o (co)laboratório decidiu experimentar um novo formato para os Cadernos com a intenção de dar uma cara mais atraente e consistente às suas publicações sem, no entanto, descaracterizar o espírito colaborativo, artesanal e livre dos antigos Cadernos. Optamos pela via de produção independente por entendermos que essa via nos permite manter o espírito original do Cadernos. A ideia é sempre contar com textos produzidos por integrantes do grupo e convidados em torno de um assunto previamente selecionado e aprovado pelo grupo, além de uma tradução. Foi assim que os Cadernos se transformaram nos Novos Cadernos, uma série temática de e-books que podem ser distribuídos e baixados gratuitamente.

Novas Antropologias

Frédéric Vandenberghe e Olivia von der Weid

Editor chefe: Terceiro Ponto

ISSN: 978-85-93265-00-6

Descrição: No primeiro número da coleção de e-books do Sociofilo, consagrado às novas antropologias, buscamos introduzir os sociólogos a uma plateia de antropólogos já bem estabelecidos e conhecidos que estão abrindo novas frentes no continente do conhecimento da natureza e da cultura. Destacamos especialmente as obras de Bruno Latour, Philippe Descola, Eduardo Viveiros de Castro, Tim Ingold e Marilyn Stathern para praticar uma antropologia da atualidade. Como em toda boa antropologia a teoria não se faz sem a prática, neste número ela é apresentada especialmente pelo trabalho de jovens doutores que se apropriaram da teoria antropológica contemporânea sobre natureza e cultura para pensar seus próprios campos de pesquisa. Numa tentativa de estimular a troca entre a sociologia e a antropologia, os organizadores também convocaram os colegas a um debate sobre a relação entre simbolismo e práticas. A fórmula do convite foi simples: “Escrevam um textinho de 1000 palavras e tomem posição” e o debate gerado mostra que o formato é exitoso e será possivelmente repetido no futuro.

Link pdf artigo 1